30 de nov de 2010

SEMINÁRIO 18 ANOS DO AMÉLIO AMORIM: O QUE TEMOS PARA FALAR? REFLEXÕES SOBRE A CULTURA EM FEIRA DE SANTANA.


SERVIÇO

Evento: SEMINÁRIO 18 ANOS DO AMÉLIO AMORIM: O QUE TEMOS PARA FALAR? REFLEXÕES SOBRE A CULTURA EM FEIRA DE SANTANA.
Horário: 18:30 horas
Local: Centro de Cultura Amélio Amorim/ Sala 1

Dia: 01/ 12/ 2010 (quarta)
Diagnóstico do Amélio Amorim: Qual a importância do Centro de Cultura na cidade e como a sociedade o enxerga?
Condutor: Bel Pires – Consultor do Instituto Maria Quitéria (IMAQ)

Dia: 02/ 12/ 2010 (quinta) 
Experiência da Gestão participativa em Plataforma - Salvador.
Condutora: Ana Vaneska – Coordenadora do Cine-Teatro Plataforma eleita pela Comunidade do Bairro.

* * * * * * *


Um Centro de Cultura é uma área que reúne manifestações culturais de diversas formas. É um local aberto à população e tem como objetivo reunir pessoas interessadas em cultura, manter um constante incentivo à criação e a descoberta da arte e da cultura, difundindo-as entre a população.

As atividades realizadas num centro cultural não devem ser aceitas passivamente, devem ser discutidas, dialogadas conjuntamente entre o gestor do Centro e o público a que ele se destina. A construção de um centro de cultura é uma decisão política que deve partir de um desejo comum e deve ser discutida pela parte da sociedade, que de certa forma estará ligada a ele.

É nesse sentido que alguns artistas, grupos residentes do Centro de Cultura Amélio Amorim e produtores culturais decidiram se fortalecer enquanto um coletivo capaz de articular políticas culturais direcionadas para gestão do Centro de Cultura, tornando-o adequado às reais necessidades da população feirense. Para tanto, viabilizaremos uma discussão no 1º Seminário a ser realizado nos dias 01 e 02 de dezembro de 2010, às 18:30h, no Centro de Cultura Amélio Amorim em Feira de Santana, cuja temática será:

18 ANOS DO AMÉLIO AMORIM: O QUE TEMOS PARA FALAR?
REFLEXÕES SOBRE A CULTURA EM FEIRA DE SANTANA.

Serão dois encontros conduzidos pelos ativistas culturais convidados, Bel Pires (IMAQ) no primeiro dia de discussão, cujo objetivo será realizar um diagnóstico do Amélio Amorim, percebendo qual a sua importância para a cidade e como a sociedade o enxerga; e no segundo dia por Ana Vaneska (Coordenadora do Cine-Teatro Plataforma/ Salvador), com o objetivo de apresentar a experiência da Gestão participativa em Plataforma como um modelo a ser conduzido. O que se pretende com este seminário é alcançar um maior contigente de artistas, grupos e produtores culturais para a construção deste modelo participativo de gestão cultural.

Por isso, contamos com você sugerindo e discutindo um centro de cultura de todos e de todas, depositando nele a identidade da cidade de Feira de Santana.

Realização: FÓRUM DE GESTÃO PARTICIPATIVA DO CENTRO DE CULTURA AMÉLIO AMORIM - http://www.forumamelio.blogspot.com/

AGRADECEMOS AOS PARCEIROS DA IMPRENSA:
http://www.cultura.ba.gov.br/2010/11/18/seminario-18-anos-do-amelio-amorim-o-que-temos-para-falar/
plugcultura.wordpress.com
http://www.valtervieira.com.br/
http://www.infocultural.com.br/
http://www.dilsonbarbosa.com.br/
http://www.jornalgrandebahia.com.br/
http://www.terradelucas.com.br/
tabuleiroproducoes.wordpress.com
http://www.blogdafeira.com.br/
http://www.cultura.acontecebahia.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário