28 de nov de 2012

Terças na Tela de Dezembro


Mostra CachoeiraDoc encerra programação do Terças na Tela de 2012

Filmes premiados pela Mostra Competitiva do Festival de Documentários de Cachoeira são exibidos gratuitamente em dezembro nos Espaços Culturais

NO CENTRO DE CULTURA AMÉLIO AMORIM AS EXIBIÇÕES SERÃO ÀS 19h


O Circuito Popular de Cinema e Vídeo – CPCV, através do Projeto Terças na Tela, realizou este ano nos Espaços Culturais da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia – Secult BA, diversas Mostras com exibições gratuitas de filmes. Todos os meses, às terças feiras, programas com curtas e longas metragens, documentários, animações, abordando temáticas diversas, foram apresentados a população do interior e capital da Bahia.

No mês de dezembro, encerrando a programação de 2012, será exibida a Mostra CachoeiraDoc. Documentários premiados pela Mostra Competitiva das duas primeiras edições do Festival de Documentários de Cachoeira – CachoeiraDoc, serão apresentados em três programas, nos dias 04, 08 e 18, às 10h, 15h e 19h.

A abertura, no dia 04, será com o pernambucano “Pacific”, de Marcelo Pedroso. O filme já foi exibido em diversas Mostras no Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Minas Gerais e Distrito Federal, além de ganhar prêmios na Mostra do Filme Livre (Rio de Janeiro) e Panorama Coisa de Cinema (Bahia). Ele apresenta uma viagem de sonho em um cruzeiro rumo a Fernando de Noronha.

O segundo programa exibe os curtas metragens pernambucanos “Peixe Pequeno” e “Bicicletas de Nhanderú”, e o baiano “Seca Verde”. Todos esses filmes entram na vida cotidiana de pequenos grupos, como no caso de “Bicicletas de Nhanderú”, onde são retratados os povos Mbya-Guarani, da aldeia Koenju, localizada em São Miguel das Missões, Rio Grande do Sul.

Finalizando a programação da Mostra, no dia 18, também serão exibidos três curtas. Em “As Aventuras de Paulo Bruscky”, o diretor Gabriel Mascaro faz um registro das aventuras do artista Paulo Bruscky na plataforma de relacionamento virtual Second Life. “Bolpebra”, de Guilherme Marinho, João Castelo Branco e Rafael Urban, apresenta este curioso local de 40 habitantes, na fronteira entre a Bolívia, Peru e Brasil. Por fim, em “Curandeiros do Jarê”, o diretor Marcelo Abreu Góis mostra a busca de um homem por uma cura, cruzando as fronteiras entre realidade e fantasia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário