5 de out de 2009

Mudança no Amélio Amorim em Feira BA




Plug Cultura
Data: 28/09/2009
Fonte: Funceb - ascom@funceb.ba.gov.br


A Secretaria de Cultura da Bahia - SECULT, através da Fundação Cultural do Estado da Bahia, reassume após seis anos a gestão do Centro Cultural Amélio Amorim, em Feira de Santana. A administração do espaço ficou nas mãos da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS desde 2003, sendo desenvolvido um trabalho de gestão do Centro, de acordo com os princípios da autonomia universitária. A mudança de administração agora é marcada por uma programação com produções de áreas distintas, como artes visuais, teatro e cinema. Uma das primeiras ações promovidas pelos Espaços Culturais da FUNCEB é a montagem da Exposição Pierre Verger - Giro das Artes Visuais (foto), cuja abertura na galeria do Centro aconteceu no dia 2 de outubro.

No dia 24 de setembro, Marcio Meirelles, secretário de Cultura, participou de coletiva e se encontrou com a classe artística de Feira de Santana. “É necessário avaliar as ações de apoio à cultura no território Portal do Sertão e reconstruir as parcerias para garantir um melhor aproveitamento do Amélio. Vamos fazer o melhor para a cultura de Feira de Santana”, afirmou. À frente dos Espaços Culturais da FUNCEB, Kátia Najara explica que, neste momento de transição, a programação concilia compromissos firmados anteriormente pela UEFS e novas pautas.

Entre as novidades que chegam com a mudança de gestão, o Bando de Teatro Olodum apresenta os espetáculos Ó pai ó e Cabaré da Raça, respectivamente nos dias 23 e 24 de outubro (sábado e domingo), às 20h. Ó paí ó enfoca a realidade dos cortiços do Pelourinho, que sobreviviam até os anos 80 como área de prostituição e marginalidade. A abordagem leve e cômica aponta para temas como exclusão social e extermínio de menores. Uma temática que virou filme, de Monique Gardemberg, e série da Rede Globo, já em produção para a segunda temporada. A montagem Cabaré da Raça utiliza o estilo musical para tratar de forma direta e bem humorada o racismo, vivido na pele por muitos dos atores do elenco.

Também a partir deste mês, chega ao espaço de Feira de Santana a programação do Circuito Popular de Cinema e Vídeo, projeto que exibe filmes gratuitamente. A mostra Rir para Comemorar – 1 ano de Circuito Popular será realizada de 08 a 11 (qui a dom), às 15h e 19h, reunindo na tela os clássicos O Gordo e o Magro, Os três Patetas, Jacques Tati e animações infantis (ANIMAÍ, DIA). Em novembro, a programação do Circuito acontece nos dias 05, 12, e 26 (qui), às 15h e 19h, apresentando Amarelo Manga, Madame Satã, Baile Perfumado e Terra Estrangeira. Ainda na área de cinema, o Festival 5 Minutos ganha espaço no Centro de 17 a 20 (ter a sex) de novembro, às 20h, com exibição e votação popular.

Nova gestão do Amélio Amorim
A Secretaria de Cultura da Bahia (Secult) e a Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) anunciaram no dia 24 de setembro mudanças na gestão do Centro de Cultura Amélio Amorim. O assunto teve início em reunião no dia 16 de setembro, no Amélio Amorim, entre o Reitor José Carlos Barreto de Santana e o Secretário Estadual de Cultura, Márcio Meirelles.

Desde 2003, em função de convênio firmado com a Fundação Cultural do Estado/Funceb, a UEFS vem realizando um excelente trabalho de gestão do Centro, em consonância com os princípios da autonomia universitária, sendo parceira da Secretaria de Cultura também durante a II Conferência Estadual de Cultura, realizada em Feira de Santana em 2007.

Durante o período de gestão compartilhada com a Universidade, o Centro de Cultura Amélio Amorim recebeu investimentos da Secult-BA para requalificação física como a instalação de uma galeria permanente no foyer (estrutura expográfica e iluminação) e a instalação do sistema de iluminação. Ainda neste ano será instalado o sistema de sonorização.

Com os princípios de democratização e ampliação das políticas culturais da atual gestão, a Secult-BA tem procurando expandir o seu raio de atuação no interior da Bahia, através de ações e projetos executados pelo Estado ou apoiados por ele. A cidade de Feira de Santana, por seu porte e centralidade no Território de Identidade Portal do Sertão, tem recebido, ao longo destes dois anos e meio, ações e projetos realizados pela Secult-Ba, principalmente através da Fundação Cultural do Estado da Bahia. Dentre os projetos estão os Salões Regionais de Artes Visuais da Bahia (realizados em outubro e novembro de 2007) e o Workshop de Elaboração de Projetos Culturais (2008).

No ano passado, o município recebeu ainda apresentações de teatro e música selecionadas nos Editais de Circulação de Espetáculos de Teatro e Multimídia Circular de Música, além de ter sediado o FENATIFS – Festival Nacional de Teatro Infantil de Feira de Santana, apoiado por esta Secretaria. Dentro dessa perspectiva, o Centro Cultural Amélio Amorim será um espaço fundamental na articulação das políticas culturais e eventos ligados à secretaria.

Após anunciar a nova gestão para o Centro de Cultura Amélio Amorim, o secretário se reuniu com a classe artística para um encontro, onde foram apresentadas e debatidas as políticas da Secretaria, inclusive no que se refere à gestão do espaço, atendendo a um chamamento do setor.


Confira a programação do Centro de Cultura em outubro:





  • De 1 a 04, às 21h – Renato Piaba, com Piaba é do Caribe.


  • Dia 02 (sexta), 19h – Abertura da Exposição Pierre Verger (Giro das Artes Visuais).


  • De 05 a 12, manhã e tarde - Festival de Teatro Infantil R$ 6


  • De 08 a 11, às 15h e 19hCircuito Popular de Cinema e Vídeo. Exibição gratuita dos filmes: O Gordo e o Magro, Os Três Patetas, Jacques Tati e animações infantis (ANIMAÍ, DIA) grátis


  • Dia 14 (quarta), 19h Festival de Música e Arte do Colégio Safra.


  • Dia 16 (sex), 20h – Camerata da OSBA: Quinteto de Metais da Bahia grátis


  • Dia 23 (sexta), 20h - Ó Pai ó, com o Bando de Teatro Olodum R$ 10 e 5


  • Dia 24 (sábado), 17h - Bate-papo sobre processos criativos, entre o Bando de Teatro Olodum e a classe artística feirense grátis


  • Dia 24 (sab), 20hCabaré da RRRaça, com o Bando de Teatro Olodum R$ 10 e 5


  • Dias 29 e 30 (quinta e sexta), 20h - 1,99, com Ricardo Castro R$ 10 e 5


Nenhum comentário:

Postar um comentário